Orientações de Visitas

No ato da internação do paciente o acompanhante receberá dois cartões contendo as informações sobre o horário das visitas, que deve ser respeitado. Após o término do horário não será permitida a presença de visitantes nos quartos.

Horário de visitas:

ESTABILIZAÇÃO: Somente se necessário, pois consiste no local de admissão do paciente.

ENFERMARIAS (Clínica Médica e Clínica Cirúrgica): 10h00 às 20h00, sendo uma por vez durante o período.

UTI ADULTO: 11h00 às 12h00 e das 1700 às 18h00, duas pessoas por vez durante o período.

UTI NEONATAL: 11h00 às 11h30 e 17h30 às 18h00, duas pessoas, sendo uma por vez durante o período. Obs.: Pai acompanhante na Maternidade das 09h00 às 21h00.

MATERNIDADE: das 10h00 às 19h00, sendo uma por vez durante o período. Obs.: Pai acompanhante das 09h00 às 21h00 e Mãe participante qualquer horário.

É permitida a visita de maiores de 12 anos, desde que comprovem a idade por intermédio de documento de identidade.

Informações médicas de pacientes internados serão fornecidas no horário da visita, na própria unidade.

Horário para troca de acompanhantes:

– Clínica Médica: Das 08h00min às 09h00min e das 19h00min às 20h00min.

– Maternidade: Das 08h00min às 19h00min.

Não será permitida a entrada de visitantes fora dos horários estabelecidos pela Direção do Hospital.

IMPORTANTE: O HORÁRIO DE VISITA PODERÁ SER ALTERADO, DE ACORDO COM A NECESSIDADE DA UNIDADE.

Visita Religiosa

Assegura-se o acesso ao hospital de religiosos, conforme estabelecido na lei nº 9.982, de 14 de Julho de 2000, que prevê:

“Aos religiosos de todas as confissões assegura-se o acesso aos hospitais da rede pública ou privada, para dar atendimento aos pacientes internados, desde que de comum acordo com estes, ou com seus familiares no caso de doentes que já não mais estejam no gozo de suas faculdades mentais.”

Os religiosos chamados a prestar assistência no hospital deverão, em suas atividades, acatar as determinações legais e normas internas, a fim de não pôr em risco as condições do paciente.

De acordo com normatização da instituição, os religiosos devem se cadastrar previamente para realização das visitas na Unidade de Portaria.